Djavan e São Paulo: um caso de amor

A relação de carinho de São Paulo com Djavan é bem antiga. Em 1975, ele participou do Festival Abertura no Teatro Municipal da cidade e ficou em segundo lugar com a canção “Fato consumado”, que viria a ser gravada no seu primeiro disco “A voz, o violão, a música de Djavan” lançado no ano seguinte.

 

Desde então, Djavan passa por SP com todas as suas turnês, sempre com casa cheia de fãs de todas as idades na plateia. Em 2013, ele escolheu a cidade para gravar o DVD “Rua dos Amores Ao Vivo”.

No último final de semana (11 e 12 de março), essa bela história teve um novo capítulo. Djavan apresentou sua nova turnê “Vidas Pra Contar” com a casa de shows Citibank Hall lotada nos dois dias. Em duas horas de espetáculo, o artista e os músicos Carlos Bala (bateria), Marcelo Mariano (baixo e vocal), João Castilho (guitarras, violões e vocal), Jessé Sadoc (flügel horn, trompete e vocal), Marcelo Martins ( flauta, saxofone e vocal ) e Paulo Calasans (Piano e teclados ) tocaram 24 canções, incluindo hits como “Sina” e “Amor Puro” e novas canções como “Não é um bolero”, “Dona do Horizonte” e “Só pra ser o sol”.

Na plateia, diversas gerações de fãs, que cantavam, juntas, todas as músicas e que saíram extasiados com o espetáculo.

Quem não estava lá também pode curtir grande parte do show com a transmissão ao vivo feita na sua página do Facebook. Sua equipe de internet documentou vários momentos do show, os bastidores do encontro de Djavan com seus fãs no camarim e até um agradecimento do artista, feito três horas da manhã! Confira, no vídeo abaixo, o que rolou nos bastidores:

E a turnê continua a todo vapor! No próximo final de semana, Djavan se apresenta em BH e depois segue para as outras cidades e datas confirmadas. Confira na agenda do site onde comprar seu ingresso.

Comentar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS