Languages

Music

Na pista, etc

2005

About the Album

“Djavan Na Pista, Etc..” is the title of the second CD released by Luanda Records, Djavan’s independent record label that started its well succeded course in July 2004. The album puts together songs from different periods of Djavan’s career, all re-recorded on a dancing rhythm, re-created for the dancefloors, as the CD title alludes, produced by Liminha.

It was recorded between January and September 2005 at the studio Nas Nuvens in Rio de Janeiro.

The repertoire presents several hits such as “Tanta Saudade”, “Asa”, “Azul”, “Miragem”, “Sina”, “Capim”, “Fato Consumado”, “Acelerou” and “Se”.

 

Músicas

  • 1

    Tanta Saudade

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    Autor: Djavan/Chico Buarque

    Editora: Luanda Edições Musicais

    Djavan - guitarra.

    Donatinho - teclados, baixo synth, solo congas, programação e efeitos.

    Liminha - baixo, sitar, programação e efeitos.

    Mariana Eva - voz em espanhol.

    Letra

    (Djavan / Chico Buarque)

    Era tanta saudade
    É pra matar
    Eu fiquei até doente
    Eu fiquei até doente, menina
    Se eu não mato a saudade
    É, deixa estar
    A saudade mata a gente
    A saudade mata a gente

    Quis saber o que é o desejo
    De onde ele vem
    Fui até o centro da terra
    E é mais além
    Procurei uma saída
    O amor não tem
    Estava ficando louco
    Louco, louco de querer bem
    Quis chegar até o limite
    De uma paixão
    Baldear o oceano
    Com a minha mão
    Encontrar o sal da vida
    E a solidão
    Esgotar o apetite
    Todo o apetite do coração

    Mas voltou a saudade
    É, pra ficar
    Ai, eu encarei de frente
    Ai, eu encarei de frente, menina
    Se eu ficar na saudade
    É, deixa estar
    A saudade engole a gente
    A saudade engole a gente, menina

    Ai amor, miragem minha
    Minha linha do horizonte
    É monte atrás de monte, é monte
    A fonte nunca mais que seca
    Ai, saudade, inda sou moço
    Aquele poço não tem fundo
    É um mundo e dentro um mundo
    E dentro um mundo e dentro um mundo
    E dentro é o mundo que me leva

  • 2

    Asa

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    Autor: Djavan

    Editora: Luanda Edições Musicais

    Djavan - violão.

    Donatinho - piano rhodes.

    Dj Magic Julio (Afroraggae) - scratchs e loop.

    Liminha - guitarra acústica, baixo, violão, teclados, programação e efeitos.

     

    Letra

    (Djavan)

    A manhã me socorreu
    Com flores e aves
    Suaves, soltas, em asa azul
    Borboletas em bando

    Diz que pedra não fala
    Que dirá se falasse
    Eu, Ana? Me ama
    Me queima na sua cama
    O veludo da fala
    Disse: beijo, que é doce
    Me prende, me iguala
    Me rende com sua bala

    Se disfarce de Zeus
    De Juruna na deusa azul
    Se me comover
    Eu já sei que é tu
    Claridade de um novo dia
    Não havia sem você
    Você passou e eu me esqueci
    O que ia dizer

    O que há pra falar
    Onde leva essa ladeira
    Que tristes terras vencerá
    Um intérprete tocando blues?

    O que há pra falar
    Onde leva essa ladeira
    Que tristes terras vencerá
    Um intérprete inventando blues?

    O que há pra falar
    Onde leva essa ladeira
    Que tristes terras vencerá
    Um intérprete delirando no blues?

  • 3

    Azul

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    Autor: Djavan

    Editora: Luanda Edições Musicais

    Donatinho: teclados, baixo synth, vocoder, programação e efeitos.

    Liminha: programação.

    Letra

    (Djavan)

    Eu não sei se vem de Deus
    Do céu ficar azul
    Ou virá dos olhos teus
    Essa cor que azuleja o dia?
    Se acaso anoitecer
    Do céu perder o azul
    Entre o mar e o entardecer
    Alga-marinha vá na maresia
    Buscar ali um cheiro de azul
    Essa cor não sai de mim
    Bate e finca pé
    A sangue de rei


    Até o sol nascer amarelinho
    Queimando mansinho
    Cedinho, cedinho, cedinho,
    Corre e vá dizer pro meu benzinho
    Um dizer assim:
    O amor é azulzinho.


    Até o sol nascer amarelinho
    Queimando mansinho
    Cedinho, cedinho, cedinho
    Corre e vá dizer pro meu benzinho
    Um dizer assim:
    O amor é azulzinho.
     

  • 4

    Miragem

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    Autor : Djavan
    Editora : Luanda Edições Musicais
    Donatinho : teclados, baixo sinth, programação e efeitos
    Liminha : programação

    Letra

    (Djavan)

    Com a mão de um desejo
    Selvagem
    Roubarei a seda
    Que o beijo guardou
    Só pra dar uma riqueza
    Pro meu amor
    Vivo por que te vejo
    Miragem
    Num lampejo de abelha
    Fazendo mel
    Vou fazer no céu
    Do teu carinho

    Uma lã pro cio
    Na certeza
    De quem faz o vinho
    Teu calor
    Alucina
    E a pleno rigor
    Domina
    Feito uma coisa
    Que mata de prazer
    Deixa ver
    Se eu não morrer
    Te quero de novo
    Ando por onde vejo
    Miragem
    Um beijo passou por mim.

  • 5

    Sina

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    Autor: Djavan

    Editora: Luanda Edições Musicais.

    Dj Magic Julio(Afroreggae): scratchs.


    Liminha: baixo synth,guitarra,teclados, sitar, programação e efeitos.

    Letra

    (Djavan)

    Pai e mãe
    Ouro de mina
    Coração
    Desejo e sina
    Tudo mais
    Pura rotina
    Jazz...


    Tocarei seu nome
    Pra poder
    Falar de amor
    Minha princesa
    Art nouveau
    Da natureza
    Tudo mais
    Pura beleza
    Jazz...

    A luz de um grande prazer
    É irremediável néon
    Quando o grito do prazer
    Açoitar o ar
    Reveillon...
    O luar
    Estrela do mar
    O sol e o dom
    Quiçá um dia
    A fúria
    Desse front
    Virá
    Lapidar o sonho
    Até gerar o som
    Como querer
    Caetanear
    O que há de bom.
     

  • 6

    Capim

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    Autor: Djavan

    Editora: Luanda Edições Musicais

    Djavan: violão.


    Donatinho: teclados, baixo synth, programação e efeitos.
     

    Letra

    (Djavan)

    Capim do vale
    vara de goiabeira
    na beira do rio
    paro para me benzer
    mìe dõagua sai um pouquinho
    desse seu leito-ninho
    que eu tenho um carinho
    para lhe fazer
    pinheiros do paraná
    que bom tê-los
    como areia no mar
    mangas do pará
    pitangueiras da borborema
    a ema gemeu
    no tronco do juremá
    cacique perdeu
    mas lutou que eu vi
    jari não é deus mas acham que sim
    que fim levou o amor?
    Plantei um pé de fuló deu capim

  • 7

    Fato Consumido

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    Autor: Djavan

    Editora: Tapajós (EMI).

    Donatinho: teclados, programação e efeitos.


    Liminha: baixos (elétrico e acústico) e guitarra.

    Letra

    (Djavan)

    Eu quero ver você mandar na razão
    Pra mim não é qualquer notícia que abala um coração

    Eu quero ver você mandar na razão
    Pra mim não é qualquer notícia que abala um coração

    Eu quero ver você mandar na razão
    Pra mim não é qualquer notícia que abala um coração

    Se toda hora é hora de dar decisão,
    Eu falo agora
    No fundo, eu julgo o mundo um fato consumado
    E vou embora

    Não quero mais,
    De mais a mais,
    Me aprofundar nesta história

    Arreio os meus anseios,
    Perco o veio
    E vivo de memória

    Eu quero é viver em paz
    Por favor me beije a boca
    Que louca, que louca!

    Eu quero é viver em paz
    Por favor me beije a boca,
    Que louca, que louca!

    Eu quero é viver em paz
    Por favor me beije a boca
    Que louca, que louca!

  • 8

    Acelerou

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    Autor: Djavan

    Editora: Luanda Edições Musicais

    Donatinho: teclados, baixo synth, programação e efeitos


    Liminha: violão, baixo acústico e efeitos.
     

    Letra

    (Djavan)

    Ando tão perdido em meus pensamentos
    Longe já se vão os meus dias de paz
    Hoje com a lua clara brilhando
    Vejo que o que sinto por ti é mais

    Quando te vi
    Aquilo era quase o amor
    Você me acelerou, acelerou
    Me deixou desigual
    Chegou pra mim
    Me deu um daqueles sinais
    Depois desacelerou
    E eu fiquei muito mais
    Sempre esperarei por ti
    Chegue quando
    Sonho em teus braços
    Dormir, descansar
    Venha e a vida pra você será boa
    Cedo, que é pra gente se amar a mais

    Quando te vi...

    Muito mais perdido
    Quase um cara vencido
    À mercê de amigo
    Ou coisa que o valha
    Você me enlouquece
    Você bem que merece
    'Inda me aparece
    De minissaia
    Sério, o que vou fazer, eu te amo
    Nada do que é você em mim se desfaz
    Mesmo sem saber o teu sobrenome
    Creio que te amar é pra sempre e mais.

  • 9

    Se...

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    Autor: Djavan

    Editora: Luanda Edições Musicais

    Donatinho: teclados,baixo synth, programação e efeitos.


    Liminha: violão, programação e efeitos.
     

    Letra

    (Djavan)

    Você disse que não sabe se não
    Mas também não tem certeza que sim
    Quer saber?
    Quando é assim
    Deixa vir do coração
    Você sabe que eu só penso em você
    Você diz só que vive pensando em mim
    Pode ser
    Se é assim
    Você tem que largar a mão do não
    Soltar essa louca, arder de paixão
    Não há como doer pra decidir
    Só dizer sim ou não
    Mas você adora um se...

    Eu levo a sério mas você disfarça
    Você me diz à beça e eu nessa de horror
    E me remete ao frio que vem lá do sul
    Insiste em zero a zero e eu quero um a um
    Sei lá o que te dá, não quer meu calor
    São Jorge por favor me empresta o dragão
    Mais fácil aprender japonês em braile
    Do que você decidir se dá ou não.