Languages

Music

Vaidade

2004

About the Album

Djavan´s career is marked by a progressive artistic independence until the album “Vaidade”. Here this independence becomes complete, as this is the first album produced and released on his own label, Luanda Records.

At this new stage, Djavan searches for new paths and freshens up his way of making music as we can listen ona the first track of the CD - “Se Acontecer”. The sophisticated language of the song, that reminds us of the modern European music, does not hinder its communication with the general public. Theme song for TV Globo soap-opera soundtrack, “Senhora do Destino”, became one of the most played in 2004.

“Flor do Medo”, “Estátua de Sal”, “Mundo Vasto”, “Celeuma” are also part of this album and mark a new professional phase of the artist. And still “Amor Algum” and “Dorme Sofia, this one composed while he was putting his youngest daughter, still a baby, to sleep.

And in this album Djavan is again writing soundtracks for movies and TV. The song “Tainá-Flor”, written for the film “Tainá-Flor”, talks about a very dear theme to the author: the adventures of a little Indian through Amazon. That one resulted in the most upbeat song on “Vaidade”.

Hugo Sukman

Músicas

  • 1

    Se Acontecer

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    Autor/written by: Djavan 

    Editora/Publisher: Luanda Edições Musicais 


    Voz: Djavan

    Djavan: guitarra/eletric guitar 

    Max Viana: guitarra/eletric guitar 

    João Viana: bateria/drums 

    Renato Fonseca: piano/piano 

    Serginho Carvalho: baixo/bass

     

    Cordas/Strings: 

    Spala: Bernardo Bessler 

    Violinos/violin: Ricardo Amado,Rogério Rosa,José Alves,Daniel Guedes,Paschoal Perrota e Michel Bessler 

    Violas/viol: Marie Christine,Jesuína Passaroto e José Ricardo Taboada 

    Violoncelos/cellos: Marcus Oliveira, Marcelo Salles e Márcio Malard 

    Arranjos de Cordas/strings arrangement: Djavan 

    Regência/conductor: Luis Avelar

    Letra

    (Djavan)

    As estrelas brilham sem saber
    Mas cada vez melhor
    Pois foi só você aparecer
    Todas desceram pra ver
    Você brilhar de cor

    O que mais chamou minha atenção
    Sua expressão sutil
    Isso eu já não posso esquecer
    Porque não foi só visão
    O coração sentiu

    A tenda da noite
    Enche de sombra
    Um sonhar vazio
    Percorri tantas fontes
    Até ver você
    Sair do nada
    Pros meus horizontes

    Que a manhã
    Pura e sã
    Com as mãos de jasmim
    Vá roçar seu rosto
    Pro amor ardente
    Despertar por mim
    Deus é pai, vai saber
    Se acontecer
    Serei seu até o fim

    E em tempo de chuva
    Que chova
    Eu não largo da sua mão
    Nem que caia um raio
    Eu saio
    Sem você na imaginação

  • 2

    Flor do Medo

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    4:35 

    Autor/written by: Djavan 

    Editora/publisher:Luanda Edições Musicais 

    Djavan: voz/vocal e guitarra/eletric guitar 

    João Viana: bateria/drums 

    Serginho Carvalho: baixo/bass 

    Renato Fonseca: piano/piano 

    Max Viana: guitarra/eletric guitar

    Letra

    (Djavan)

    Venha me beijar de uma vez
    Você pensa demais
    Pra decidir
    Venha a mim de corpo e alma
    Libera e deixa o que for
    Nos unir

    Não vá fugir mais uma vez
    Vença a falta de ar
    Que a flor do medo traz
    Tente pensar
    Pode até ser mau e tal
    Mas pode até ser
    Que seja demais

    Tudo vai mudar
    Posso pressentir
    Você vai lembrar e rir
    Alguma dor
    Que não vai matar ninguém
    Pode ser vista e nos rondar
    Não precisa se assustar
    Isso é clamor
    De amor

    Venha me beijar de uma vez
    Feito nuvem no ar
    Sem aflição
    Venha a mim de corpo e alma
    Libera a paz do meu coração

    Não vá se perder outra vez
    Nesse mesmo lugar
    Por onde já passou
    Tente pensar
    Pode até ser sonho e tal
    Mas pode até ser
    Que seja o amor

  • 3

    Sentimento Verdadeiro

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    5:21

     

    Autor/written by: Djavan

     

    Editora/publisher: Luanda Edições Musicais

     


    Voz: Djavan

    Djavan: guitarra nylon/nylon guitar e assovios/whistles

     

    João Viana: bateria/drums

     

    João Viana: bateria eletrônica/drum machine

    João Viana: Percussão/percussion

     

    Serginho Carvalho: Baixo/bass

     

    Renato Fonseca: piano/piano

     

    Max Viana: guitarra/eletric guitar

    Letra

    (Djavan)

    Pode ser quem for
    Nasceu pra ter amor
    Só não sabe
    Quando ele virá

    Se é cerca de flor
    Ou jogo de azar
    Só quem tem amor sabe contar

    Um sentimento verdadeiro
    Passa a céu e chão
    Faz do tormento
    Passageiro do coração
    Vive por si
    Sempre aprendendo a existir

    Quase não pensa no que faz
    Quando é pra se dar
    Tão querido
    Quanto nada mais
    È o que há

    Sem se conter
    Ou é tudo
    Ou não dá pra ser

    Vaga entre o lírio da luz solar
    E a agonia do quebra-mar
    Forjado em ouro
    Tesouro
    Que não existe pra se comprar

    Como um amigo
    Estende a mão
    Tingida de solidão

  • 4

    Mundo Vasto

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    4:42

     

    Autor/written by: Djavan

     

    Editora/Publisher: Luanda Edições Musicais

     


    Voz: Djavan

    Djavan: violão acústico/acoustic guitar

     

    João Viana: bateria/drums

     

    Serginho Carvalho: baixo/bass

     

    Renato Fonseca: Piano/piano e teclado/keyboards

     

    Max Viana: guitarra/eletric guitar

     

    Cordas/Strings:

     

    Spala: Bernardo Bessler

     

    Violinos/violin: Rogério Rosa,José Alves,João Daltro,Paschoal Perrota,Michel Bessler,Antonella Pareschi e Eduardo Hack

     

    Violas/viol: Marie Christine,Jesuína Passaroto e José Ricardo Taboada

     

    Bandolim/mandolin: Hamilton de Holanda (gentilmente cedido)

     

    Cellos/cellos: Marcos Oliveira, Marcelo Sales,Marcio Malard

     

    Arranjos de cordas/strings arrangement: Djavan

     

    Regência/conductor: Luis Avelar

    Letra

    (Djavan)

    Conta pra pagar, a vida é o mesmo beabá
    Um desalento nato
    Conto com você pra me salvar
    De me prender
    Ao que não for bom de fato
    Fico esperando a festa que é você chegando
    Com o que há de bom e de melhor no prato

    Meu amor, é você
    Quem me vê lá no alto
    Sem o seu braço de paz
    O resto é medo

    Crise em cada canto
    Quem já não vinha com tanto
    Sequer sobrou pro gasto
    Só você pra me tirar dessa cadeia de pesar
    Que assola esse mundo vasto

    Meu amor, sem você
    O que posso esperar
    Ver a solidão da natureza
    Só crescer ante a surdez do mundo

    Por segundo
    Menos bicho, menos água
    Quem manda bem, muito bem
    Mas também paga
    Deus me fez nascer
    Pra eu viver de um tudo

    Tudo é muito vago
    E sem apoio
    O bicho é brabo, o trigo é joio
    E quem quiser que se dê mal

    Com você na mão
    Como é que eu posso desdizer
    O que ele disse
    Sem parecer ingratidão?

  • 5

    Amor Algum

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    5:43 

    Autor/written by: Djavan 

    Editora/Publisher: Luanda Edições Musicais 


    Voz: Djavan

    Djavan: guitarra/eletric guitar 

    João Viana: bateria/drums 

    Serginho Carvalho: baixo/bass 

    Renato Fonseca: teclado/keyboards 

    Max Viana: guitarra/eletric guitar

    Letra

    (Djavan)
    Lua, que vai pela noite
    Olha aqui pra mim
    Vira essa minha sorte
    E faz eu ser mais feliz

    Todas as estradas que andei
    Não me trouxeram jamais amor algum
    Me traz um
    E eu te apresentarei ao céu azul

    Pra que eu não veja
    Nada sem cor
    E o sol raiar sem amor

    Pra que eu não veja
    O tempo passar
    No desespero
    E nada de me apaixonar

    Não sobreviverei
    Serei fácil de achar
    Sem coleira, atacando

    Insensibilidade
    Tô pronto pra esbanjar
    Toda vez que eu for sair

    Uau! Que delírio, o meu
    O que eu quero é amar
    Nem que o amor não seja eu

  • 6

    Vaidade

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    3:27

     

    Autor/written by: Djavan

     

    Editora/publisher: Luanda Edições Musicais

    Voz: Djavan

    Djavan: guitarra de nylon/nylon guitar

    João Viana: bateria/drums

    Serginho Carvalho: baixo/bass

    Renato Fonseca: piano/piano

    Max Viana: guitarra/eletric guitar

    Hamilton de Holanda (gentilmente cedido): Bandolim/mandolin

    Cordas/Strings:

    Spala: Bernardo Bessler

    Violinos/violin: Ricardo Amado, Rogério Rosa, José Alves, João Daltro, Paschoal Perrota e Michel Bessler

    Violas/viol:  Marie Christine, Jesuína Passaroto e José Ricardo Taboada

    Cellos/cellos: Marcos Oliveira,  Marcelo Salles e Marcio Malard

    Arranjos de cordas/strings arrangement: Djavan

    Regência/conductor: Luis Avelar

    Letra

    (Djavan)

    Vem
    Pois já nasce o dia
    Esqueçamos tudo de ontem
    O que eu não faria
    Para apagar o que eu disse
    De nós dois

    O indivíduo exaltado
    Fala pelos cotovelos
    Acaba se descontrolando
    E desse jeito
    É impossível não ferir

    Eu, que sempre vi você
    Sorrindo nos meus braços
    Não, a me iluminar os lados
    Mais esquivos
    Dos meus traços

    Feriu-me de vaidade
    Sua verdade dura
    Você disse o que era pra dizer
    E eu falei
    Só loucuras

    Por favor
    Volta aí
    Que eu vou fazer de tudo
    Para me redimir

  • 7

    Dia Azul

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    3:54

    Autor/written by: Djavan
    Editora/publisher: Luanda Edições Musicais

    Voz: Djavan

    Djavan: guitarra de nylon/nylon guitar
    Renato Fonseca: piano/piano e programações/programming
    Marcelo Martins: saxofone tenor/tenor saxophone

    Letra

    (Djavan)

    Tu, somente tu
    Irás converter a neve
    Em dia azul
    Basta um olhar
    E gelo pega fogo
    Meu estado é luz
    Num outro mundo

    Em todo lugar
    Eu me sentirei
    Infindo por te amar
    A sensação
    É de poder tudo
    E ter amor
    Por todo mundo

    Tudo bem
    Se o céu dos teus olhos mentir
    E eu possa vir
    Como a Eva
    A passar desilusão
    Mas se não
    E for realidade o que diz
    O teu olhar de amor
    Sair do teu comando
    Nem de vez em quando
    Eu não saberia
    O que faria

    Posso até dizer
    O quanto tudo é bem maior
    Por te querer
    Viver é mais
    Do que sair salvando o que pode
    E com amor
    A vida explode

  • 8

    Bailarina

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    4:10

    Autor/written by: Djavan
    Editora/publisher: Luanda Edições Musicais

    Voz: Djavan

    Djavan: violão acústico/acoutic guitar
    João Viana: bateria/drums
    Serginho Carvalho: baixo/bass
    Renato Fonseca: piano/piano
    Hamilton de Holanda: bandolim/mandolin

    Cordas/Strings:
    Spala: Bernardo Bessler
    Violinos/violin: Ricardo Amado,Rogério Rosa,José Alves,João Daltro,Paschoal Perrota e Michel Bessler
    Violas/viol: Marie Christine, Jesuína Passaroto e José Ricardo Taboada
    Cellos/cellos: Marcus Oliveira/ Marcelo Salles e Marcio Malard
    Arranjo de cordas/strings arrangement: Djavan
    Regência/conductor: Luis Avelar

    Letra

    (Djavan)

    A cada pirueta que você dá
    Um tom de violeta
    Inunda o seu bailar
    Fico encantado ao vê-la voar
    Em seu grand-jeté
    Como eu queria ser o seu par

    Queria o meu destino
    Junto ao seu dom
    E o estilo manuelino
    No que tem de bom
    Pra erigir um belo altar
    Na intenção de entronizá-la
    No lugar de uma deusa

    Sou um barco navegando
    Alto-mar por você
    A me desbravar sem medo
    Com um desejo incontido
    Invadindo a canção
    Crepuscular estação
    Do amor não correspondido

    Tal como o sol
    No arrebol
    Eu morro com vida
    Plié aqui
    Jeté ali
    Socorro, querida

    Quero viver
    Só pra você
    De hoje
    Pra sempre

  • 9

    Celeuma

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    4:47

    Autor/written by: Djavan
    Editora/publisher: Luanda Edições Musicais

    Voz: Djavan

    Djavan: violão acústico/acoustic guitar
    João Viana: bateria/drums
    Serginho Carvalho: baixo/bass
    Renato Fonseca: piano/piano
    Max Viana: guitarra semi-acústica/ semi-acoutic guitar

    Letra

    (Djavan)

    Não me deixe sem me ouvir falar
    Não me faça um troço desse
    Depois não adianta mãe pra ajudar
    É bronca pra ninguém resolver

    Sem você seria pobre e infeliz
    E essa tal eu mal conheço
    Pois nem que eu estivesse fora de mim
    Jamais iria com essa aí

    Por um nada você paga
    E quem acaba no sal sou eu
    Sai comprando sem olhar
    O que essa gente quer vender

    Encrencado, acusado
    Por uma falta que não condiz
    Eu prefiro morrer
    A dar ouvido a celeuma
    E lhe perder

  • 10

    Estátua de Sal

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    4:50

    Autor/written by: Djavan
    Editora/publisher: Luanda Edições Musicais

    Voz: Djavan

    Djavan: guitarra de nylon/nylon guitar
    João Viana: bateria/drums
    Serginho Carvalho: baixo/bass
    Renato Fonseca: piano/piano
    Max Viana: violão de aço/steel guitar
    Lelei: clarinete/clarinet

    Letra

    (Djavan)

    Que você não me faça jus
    A gente até releva
    Mas você bem que tem um plus
    Isso ninguém pode negar
    E são tantos momentos bons

    Apesar dos senões
    Você sabe a hora certa
    De trocar a pele da vilã
    Por alguém de mente aberta
    De quem quase sempre sou fã

    Você tem uma coisa boa
    Que às vezes soa estranho
    E um esplendor
    Encontrado em cada nota do soul, soul
    Ou no mar quando o sol ascender
    Deusa do amor ou
    Estátua de sal
    Qual será você
    Que vai dizer quem sou
    Pra que eu não vá
    Errar e me perder?

  • 11

    Tainá-Flor

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    5:02

    Autor/written by: Djavan
    Editora/publisher: Luanda Edições Musicais

    Voz: Djavan

    Djavan: Guitarra de nylon/nylon guitar
    João Viana: bateria/drums
    Serginho Carvalho: baixo/bass
    Renato Fonseca: Piano/piano
    Max Viana: guitarra/eletric guitar
    Lelei: clarinete/clarinet e flauta/flute

    Letra

    (Djavan)

    Tainá quer bem
    A seus iguais
    Aos bichos também
    Tainá quer bem demais
    Quer proteger

    Dar seus cuidados
    Seja porque
    Não pode ver
    Nada errado

    A floresta é seu lugar
    Ali nasceu e se criou
    E aprendeu a amar
    Fruto da mata
    Tainá-Flor

    O pajé lhe confiou
    A pedra de muiraquitã
    Lhe deu força e coragem

    No calcanhar do caçador
    Tainá saiu
    Homem com serra de motor
    Árvore nem viu

    Lá pros lados
    Do igarapé do arco-íris
    Seu povo e a mata
    Convivem
    Os bichos e o rio
    São livres

  • 12

    Dorme Sofia

    /
    Ficha técnica | Letra
  • Ficha técnica

    1:15

    Autor/written by: Djavan
    Editora/publisher: Luanda Edições Musicais


    Voz e vocais: Djavan

    Cordas/Strings:
    Spala: Bernardo Bessler
    Violinos/violin: Ricardo Amado,Rogério Rosa,José Alves,João Daltro,Paschoal Perrota e Michel Bessler
    Violas/viol: Marie Christine, Jesuína Passaroto e José Ricardo Taboada
    Cellos/cellos: Marcus Oliveira/ Marcelo Salles e Marcio Malard
    Arranjo de cordas/strings arrangement: Djavan
    Regência/conductor: Luis Avelar

    Letra

    Na, na, na, na, na
    Na, na, na, na, na
    A Sofia vai dormir
    A Sofia vai nanar

    Na, na, na, na, na
    Na, na, na, na, na
    A Sofia com esse olhão
    Como pode dormir

    Dorme, Sofia
    Dorme, Sofia
    Dorme, Sofia
    Dorme
    Na, na, na, na, na